Mas afinal qual é a dessa PF-TEK? - Cogumelos Mágicos

Salve!

Seja bem vindo ao nosso blog, neste espaço vamos contar um pouco de nossas experiencias e apresentar algumas técnicas já conhecidas, somos micologistas amadores portanto qualquer que seja a discussão estamos abertos a novas opiniões e helps. 

Vamos nessa, mas afinal qual é a dessa PF-TEK?

A PF-TEK nada mais é que uma técnica, desenvolvida em 1992 por um bro ae, trata-se do Mr Psilocybe Fanaticus, que se eternizou ao desenvolver uma técnica super amigável, possibilitando a qualquer um o cultivo dos seus próprios cogumelos, além dos cogumelos psicoativos ela pode ser usada com sucesso em alguns cogumelos comestíveis.

Tente o cultivo de cogumelos do gênero Pleurotus usando a PF-TEK e tenha alimento fresco, vale a pena brincar com esta cepa. (Cultivo fácil, cepa amigável)

Assunto de assepsia.


O fato é que da mesma forma que o ambiente vai favorecer o micélio se você não tomar alguns cuidados ele irá favorecer alguns outros fungos competidores, isso pode comprometer além do seu cultivo o seu ambiente de trabalho/casa.

Cito um exemplo básico, um pote colonizado com Trichoderma em faze avançada pode liberar no seu ambiente de trabalho infinitos esporos voadores que provavelmente tornarão seus cultivos inviáveis por tempo indeterminado,  então o certo a fazer é sempre levar o lance da assepsia a sério, e fazer da melhor forma possível, com o que tiver ao seu dispor.

Aqui algumas ideias; Antes de trabalhar, lavar as mãos com (antibacteriano) água morna e sabão. Em seguida, limpe-os seque e esfregue com Lysol ou álcool isopropílico (iso-propanol). 

Manter o lugar onde você faz a inoculação livre e limpa e não trazer roupa suja ou sapatos. 
A higiene pessoal é igualmente importante. 
Mãos sujas e até mesmo o cabelo sujo são um viveiro para todos os tipos de micro-organismos indesejáveis ​​que podem destruir seu projeto de cultivo.

Ai fica ao seu critério, não precisa transformar isso em uma obsessão, conviva em harmonia, faça o que esta ao seu alcance e mãos a obra. 

Lembre-se de que potes contaminados sempre vão existir.
Se não ó ... rsrsrsrsrsrs Paranoia de limpeza pode abrir espaço para 'superbactérias'

Materias usados na confecção de um bolo PFTEK

Bolo? WTF, o bolo nada mais é que o substrato 100% colonizado dentro de um copo de boca larga. você deve conseguir retirar este substrato colonizado por inteiro, veja o exemplo de um copo para bolos PF-TEK aqui, ops não ... AQUI!

Vermiculita
vermiculita ou vermiculite é um mineral formado por hidratação de certos minerais basálticos, com fórmula química (MgFe,Al)3(Al,Si)4O10(OH)2.4H2O. Sofre expansão quando lhe é aplicado calor. Possui alta capacidade de troca catiônica e é utilizada comercialmente, principalmente em sua forma expandida na construção civil e na agricultura. Pode ocorrer associada aasbestos, mas não é uma regra.


Farinha de arroz integral

Como a farinha de arroz é um pouco cara aqui no brbr, nós costumamos triturar ela no liquidificador, não tem problema funciona perfeitamente e economizar é sempre bom.















Água 
Não precisa ser essa água de MARTE ai da foto não, qualquer água serve até a água da sua torneira, mas se quiser economizar na próxima chuva colete um pouco.









Bom, tendo estes materiais arrume uma medida, pode ser um copo mesmo, depois disso leve em consideração isso: para cada duas medidas de vermiculita use uma de arroz integral triturado e uma de água, misture muito bem, não esquente a cabeça se seu braço cansar, é por uma boa causa, depois disso pegue um punhado dessa mistura e aperte, ao apertar tem que escorrer um minimo de água.

Depois disso é encher seus copos com a mistura, copos super fodas são os de whisk, você encontra em supermercados, por aqui pagamos cerca de R$ 2 por copo.


É importante que os copos tenham boca larga e paredes retas, para que depois do bolo colonizado 100% possamos retirar ele de lá.












YEAH! O próximo passo é encher os copos com o substrato PF, encha 90% do copo com o substrato os outros 10% vão ficar por conta do tampão de vermiculita, esse tampão vai servir como uma barreira de proteção para o substrato.









Se você sobreviveu até aqui rsrs é chegada a grande hora, recorte um pedaço de papel alumínio e dobre ao meio, o alumínio deve cobrir toda a boca do copo, alumínio duplo da resistência a nossa tampa, feito a tampa nós costumamos passar fita durex para fixar.

Pronto! Agora seus copos de substrato já podem ir para  a esterilização, no próximo tuto vamos falar a a respeito dela, então se você tiver a coragem de passar >aqui< novamente, vai saber direitinho como um micologista amador trabalha.

Aceitamos sugestões e criticas, muito obrigado pela moral.

Não revisei nada, qualquer erro deixa um comentário que agente conserta, um abraço.


1 Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem